Sobre a Cidade

SOBRE A CIDADE

Catanduva é um município do interior do estado de São Paulo, no Brasil. Fundado em 14 de abril de 1918, localiza-se a uma latitude 21°8?16? sul e a uma longitude 48°58?22? oeste, a 384 quilômetros da capital paulista. Tem altitude média de 503 metros. Sua população em 2010 era de 112 820 habitantes (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Em 2011 era a 39ª cidade mais desenvolvida do país, segundo o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal, publicado em 2014.

Sua economia é baseada no comércio, prestação de serviços, indústrias diversas e agricultura. Possui um Índice de Desenvolvimento Humano de 0,834 (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento/2000). É a 2ª mais populosa cidade da região noroeste do estado de São Paulo, a 60ª mais populosa do estado e a 235ª mais populosa do país.

Fonte: Wikipédia

Até hoje, ninguém sabe quem fundou Catanduva, mas crê-se em duas histórias, tendo, como base, que seu primeiro nome era "Cerradinho", uma pequena vila construída às margens do rio São Domingos. As histórias são:

José Lourenço Dias Figueiredo, de Minas Gerais, havia comprado propriedades em 1850. Em 1889, Joaquim Figueiredo, seu filho, tomou posse dessas terras e começou o cultivo delas e a construção da primeira casa de telhas.

Já a outra história diz que Antônio Maximiano Rodrigues fundou a cidade. Natural de Conceição do Rio Verde, no estado de Minas Gerais, teria adquirido terras na região de Catanduva, por volta de 1850, e nelas se estabelecido em 1892, quando fez a doação de 10 alqueires da sua propriedade para patrimônio da Paróquia de São Domingos, batizada com o nome, já mencionado, de Cerradinho por se encontrarem tais terras encravadas na Fazenda de São Domingos do Cerradinho. Outros, ainda, optam pelo nome de Domingos Borges da Costa (conhecido por "Minguta"), idoso que se radicou nas cercanias da povoação nascente, à beira de um riacho, hoje denominado Minguta.

A Imperial Estrada do Taboado que de Jaboticabal aprofundava pelo alto sertão, passando por Monte Alto, Vista Alegre do Alto, Palmares Paulista (antigo Cordão Escuro), Tabapuã e Rio Preto até atingir o Porto do Taboado, no rio Paraná, era a principal via de penetração, naquela época, absorvendo todo o movimento comercial da região. Por força desse determinismo geográfico, Cerradinho tornou-se tributário de Cordão Escuro. Mas quando a ferrovia veio abrir novos rumos à civilização, a insignificante povoação de Cerradinho tomou novo alento, transferindo para si o eixo comercial de toda a região. Antes mesmo da chegada da Estrada de Ferro Araraquara em 1910, foi criado o Distrito de Paz, no município de São José do Rio Preto, com a denominação de Vila Adolfo, em homenagem a um político de Rio Preto, Coronel Adolfo.

Desde então, o progresso urbano do Distrito foi rápido, prendendo-se ao desenvolvimento econômico da fértil zona rural. O cultivo do café, predominantemente adotado, a penetração ferroviária, de par com a assistência médico hospitalar e educacional com a qual a florescente vila ia sendo dotada, constituíram fatores decisivos para a evolução progressiva da área urbana e consequentemente do município.

O conhecido título "Cidade-Feitiço" é relacionado à hospitalidade dos moradores, que recebem com muito carinho e atenção todos os visitantes. O nome foi citado pela primeira vez em um jornal da cidade.

Origem do Nome[editar | editar código-fonte]

"Catanduva" é palavra de origem tupi que significa "ajuntamento de mata dura", ou seja, "cerrado", através da junção dos termos ka'a (mata), atã (duro) e tyba (ajuntamento). É uma referência à vegetação com árvores de troncos e galhos retorcidos recobertos por casca grossa e resistente ao fogo. Este nome designava a fisionomia mais característica do cerrado brasileiro.

Aniversário e emancipação política[editar | editar código-fonte]

O aniversário de Catanduva é comemorado em 14 de abril e sua emancipação política ocorreu nesta data, no ano de 1918.

Fonte: Wikipédia